17 de abril de 2011

PREGAÇÃO #1 – parte 2

A responsabilidade do homem e da mulher no casamento – Parte 2

AS 2 RESPONSABILIDADES PRINCIPAIS DA MULHER

1º. AUXILIADORAA mulher deve ser uma auxiliadora, ajudadora, adjutora, cooperadora, (alguém que socorre o outro). Existe uma tradução bíblica que diz que a mulher deve obedecer ao marido, porém não é a tradução mais fiel ao texto original. A melhor tradução é a que diz: sujeitai-vos ou sede submissa. “Mulheres, sede vós, igualmente, submissas a vosso próprio marido, para que, se ele ainda não obedece à palavra, seja ganho, sem palavra alguma, por meio do procedimento de sua esposa”1 PEDRO 3:1

Ser submissa indica submissão ao outro. E o significado da palavra submissão é aceitar a missão do outro, aceitando-a e auxiliando e colaborando com a missão do outro. Não é uma obediência exclusiva ou cega, porque é uma relação de reciprocidade e mutualidade. O homem não pode ser um mandão e machista que quer te eliminar. O maior e principal fator da submissão feminina ao homem resume-se assim: “Eu aceito a submissão a você porque você me ama e faz tudo para eu ser uma mulher feliz.”

Neste mesmo contexto, a Bíblia não diz que o marido tem que “deitar e rolar”, mandar para valer e que a mulher tem que obedecer a ele quietinha.  Aos machos que gostam de abusar de seu poder, que são autoritários,  que machucam e violentam a sua própria mulher, fiquem sabendo que a idéia bíblica não é esta e que esta forma de marido e mulher viver é totalmente destrutiva para a família e totalmente errada!

O homem é o cabeça da casa, no sentido de ter a responsabilidade para si, porque toda estrutura que não tem comando se auto-destrói. É por isto que o homem não é e nem pode ser aquele chefe que violenta a mulher e que esta tem que obedecer aos desmandos e caprichos do machão.

Precisamos tomar cuidado com a questão da submissão feminina ao marido, porque mesmo entre as irmãs das igrejas, muitas não querem e nem aceitam este papel.

Então, considerando a questão da submissão feminina, nos vem a mente a seguinte pergunta: MULHER PODE SER PASTORA? SIM! Pode! Pois DEUS é soberano. Ele usa quem Ele quer, aonde Ele quer e como Ele quer e não deve satisfação à ninguém. Mas é necessário atentarmos a este fato porque mulher ser pastora não é regra, mas sim exceção! E não podemos permitir e nem deixar que uma exceção transforme-se numa regra!

2º. EDIFICAR A CASA – segundo PROVÉRBIOS 14:1 “A mulher sábia edifica a sua casa, mas a insensata com as próprias mãos a derriba.” A mulher tem a obrigação de fazer da sua casa um lugar feliz e sadio. Lemos em PROVÉRBIOS 24:3-4: “Com a sabedoria edifica-se a casa, e com a inteligência ela se firma; pelo conhecimento se encherão as câmaras de toda sorte de bens, preciosos e deleitáveis.” [grifos meus]

SABEDORIA – é ver com os olhos de DEUS.
INTELIGÊNCIA – é compreensão, percepção, entendimento.
CONHECIMENTO – é aprender, descobrir, saber.
SABEDORIA + INTELIGÊNCIA + CONHECIMENTO = LAR FELIZ

E como se faz isto? Com sabedoria, inteligência, conhecimento e virtuosismo. “Mulher virtuosa quem a achará? O seu valor muito excede o de finas jóias.” PROVÉRBIOS 31:10. A mulher tem que ter virtude, ser prendada. Ser aquela que o marido confia plenamente. Aquela que só lhe faz o bem. Ela “É como o navio mercante, de longe traz o seu pão.” - PROVÉRBIOS 31:14. Isto significa que ela não mede esforços para fazer o melhor pela sua família.

A mulher virtuosa não acorda tarde e nem tem preguiça. Sabe ordenar aos seus subordinados: “É ainda noite, e já se levanta, e dá mantimento à sua casa e a tarefa às suas servas.” - PROVÉRBIOS 31:15. Ela está sempre disposta e não foge do trabalho pesado: “Cinge os lombos de força e fortalece os braços.” - PROVÉRBIOS 31:17

A mulher virtuosa sabe fazer roupa, estende as mãos aos necessitados, não tem medo da adversidade e sabe se vestir honrosamente: “Estende as mãos ao fuso, mãos que pegam na roca. Abre a mão ao aflito; e ainda a estende ao necessitado. No tocante à sua casa, não teme a neve, pois todos andam vestidos de lã escarlate.” – PROVÉRBIOS 31:19-21

O marido da mulher virtuosa é respeitado pelos outros homens: “Seu marido é estimado entre os juízes, quando se assenta com os anciãos da terra.” – PROVÉRBIOS 31:23.

Ela se dispõe a ajudar. Sabe e faz qualquer coisa se a coisa está “feia”. Faz empadinha, bolo, requeijão... e sai à rua para vender. “Ela faz roupas de linho fino, e vende-as, e dá cintas aos mercadores.” – PROVÉRBIOS 31:24

Suas grandes virtudes são a honra e a energia. Ela não se preocupa com a velhice. “A força e a dignidade são os seus vestidos, e, quanto ao dia de amanhã, não tem preocupações.” – PROVÉRBIOS 31:25

Mostra sabedoria quando corrige e ensina com amor: “Fala com sabedoria, e a instrução da bondade está na sua língua.” – PROVÉRBIOS 31:26

Ela é pró-ativa. Não tem preguiça e sabe organizar bem sua casa: “Atende o bom andamento da sua casa e não come o pão da preguiça.”- PROVÉRBIOS 31:27

Os seus filhos a elogiam com amor, carinho e respeito e seu marido a ama e a considera a mais virtuosa das mulheres: “Levantam-se seus filhos e lhe chamam ditosa; seu marido a louva, dizendo: Muitas mulheres procedem virtuosamente, mas tu a todas sobrepujas.” – PROVÉRBIOS 31: 28-29

A mulher virtuosa teme ao Senhor. Sabe louvar, adorar e bendizer ao Senhor com a sua vida. “Enganosa é a graça, e vã, a formosura, mas a mulher que teme ao Senhor, essa será louvada.” PROVÉRBIOS 31:30

Continua...

Missionária: Kátia Tribiolli
------------------------------------------------------------------------------------------
FONTE(S):
Anotações próprias extraídas do DVD
A responsabilidade do homem e da mulher no casamento
Editora Central Gospel
Pr. Silas Malafaia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE!
Sua opinião é muito importante para o blog!
Deixe aqui sua opinião, sua crítica ou seu entendimento sobre o artigo.
ATENÇÃO! Nem todos os comentários serão aprovados!
Para maiores esclarecimentos sobre aprovação dos comentários acesse a página: SOBRE e leia nossa Política de Comentários.

Get Sharing Tolls