14 de outubro de 2011

PREGAÇÃO #12

CONFIE O BARCO DA SUA VIDA A JESUS!

"Ora, levantou-se grande temporal de vento, 
e as ondas se arremessavam contra o barco, 
de modo que o mesmo já estava a encher-se de água. 
E Jesus estava na popa, dormindo sobre o travesseiro; 
eles o despertaram e lhe disseram: 
Mestre, não te importa que pereçamos?”
MARCOS 4:37-38

Texto base:
MARCOS 4:35-41
JESUS ACALMA A TEMPESTADE

Jesus nos mostra sua humanidade, estando a dormir e descansar no barco. Já, os discípulos, apavorados, tendo pouca , acordaram o mestre para resolver a situação.

Precisamos refletir sobre o que podemos aprender com a tribulação e as tempestades de nossa vida:

1º. Não tem como evitá-las e elas vem para todos.
Elas são inevitáveis. Todo mundo vai passar por isto, mais cedo ou mais tarde – pois a vida não é um “parque de diversão”, menos ainda a vida do cristão. A vida do cristão é passar pelo deserto. E o que não falta na vida do cristão é tempestade.

2º. As tempestades da vida são imprevisíveis.
É preciso lembrar que eles não estavam exatamente em um mar, porque o “Mar da Galiléia” é na verdade uma grande lagoa. Sua localização é próxima ao monte Hermon.

3º. Não tem como a gente administrar as tempestades.
Às vezes a gente quer administrar a tempestade, mas não adianta, não tem como.

Quando percebemos que não temos o controle da situação, ficamos com medo e tememos pela nossa vida.

Até que chega num momento em que reconhecemos que só Deus pode nos ajudar.

4º. As tempestades da vida sempre têm algo a nos ensinar.
Temos que entender que a tribulação não vem para nos destruir ou derrubar, ela vem para nos fortalecer, preparar para receber as bençãos de Deus.

As tempestades vêm para nos fortalecer. O crente tem que ter “pele de Rinoceronte”. (A pele do Rinoceronte tem aproximadamente 5 cm de expessura).

Elas vêm sempre para nos ensinar. É um período de aprendizagem para alcançarmos as bençãos do Senhor.

As aflições da nossa vida estão face a face com o nosso Deus. Pois Ele sempre está conosco, nunca nos desampara.

Nós nos tornamos pessoas melhores quando passamos pelas tempestades.

AS BOAS NOTÍCIAS:

1º. Jesus está no nosso barco.
Por mais que ele balance, ele não vai afundar.

2º. Jesus prometeu que nós vamos chegar do outro lado.
Jesus cumpre todas as suas palavras e todas as suas promessas.

3º. Quando Jesus começa a boa obra Ele completa até o dia de Cristo Jesus.
O fato de Jesus estar dormindo não significa que Ele não se preocupa conosco. E quando a promessa já foi dada temos que confiar em Deus que vamos alcançá-la.

4º. Jesus tem poder sobre todas as coisas.
Então não precisamos ter medo de nada.

LEMBRE-SE:

O nome de Jesus é o nome mais poderoso que se pode conhecer na vida.

Jesus acalma o mar e a tempestade com o poder da palavra. Pois todas as coisas foram criadas por meio de Jesus Cristo – O verbo.

Precisamos lembrar e confiar que nada pode nos separar do amor de Deus.

O Espírito Santo de Deus é um ser de ação e de movimento.


PORTANTO:

Jesus está no barco.
O barco não vai afundar.
Jesus tem poder sobre todas as coisas.
Então não temos o que temer.

ASSIM:
Mesmo que estivermos em tribulação podemos confiar em Deus que Ele virá nos socorrer!

"Não nos sobreveio tentação que não fosse humana; 
mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados 
além das vossas forças; pelo contrário, 
juntamente com a tentação, vos proverá livramento, 
de sorte que a possais suportar.”
1 CORÍNTIOS 10:13

Portanto, confie em Jesus Cristo! E deixe que Ele guie o seu barco!

A paz do Senhor!

Missionária: Kátia Tribiolli
FONTE(S):
Pregação do: Pastor Fernando Sotero
na IPB – Igreja Presbiteriana do Brasil,
em Fronteira – MG, no dia 13/02/2011.
Anotado, revisado e editado aqui por mim: Kátia Tribiolli.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE!
Sua opinião é muito importante para o blog!
Deixe aqui sua opinião, sua crítica ou seu entendimento sobre o artigo.
ATENÇÃO! Nem todos os comentários serão aprovados!
Para maiores esclarecimentos sobre aprovação dos comentários acesse a página: SOBRE e leia nossa Política de Comentários.

Get Sharing Tolls