18 de dezembro de 2011

OS MITOS DO NATAL


DESVENDANDO AS MITOS DO NATAL

#1) Jesus não nasceu em dezembro.
É reconhecido como possível os meses de maio, junho ou outubro - porque eram épocas próprias para o pastoreio nos campos da Judéia.

#2) Não foram os magos que visitaram Jesus na noite em que Ele nasceu.
Os magos demoraram até aproximadamente 2 anos para visitarem Jesus. (MATEUS 2:7-16). E quando o visitaram Jesus já não estava mais em uma manjedoura e sim em uma casa. (MATEUS 2:11). Quem visitou Jesus na noite de seu nascimento foram os pastores de ovelhas da região.

#3) Os magos eram não eram três.
Essa tradição surgiu devido ao número de presentes oferecidos a Jesus: ouro, incenso e mirra. Porém a Bíblia não nos informa quantos eram e nem informa seus nomes. “Tendo Jesus nascido em Belém da Judéia, em dias do rei Herodes, eis que vieram uns magos do Oriente a Jerusalém.”MATEUS 2:1 [grifos meus].

Os nomes Gaspar, Belchior e Baltazar surgiram no século XII, e foram mais uma consideração de Helena, mãe do imperador Constantino, no século IV que decidiu que três esqueletos encontrados em Jerusalém nos seus dias eram dos “três magos”.

#4) Jesus não nasceu em uma gruta.
Apesar de muitos presépios sugerirem que Jesus nasceu numa gruta, segundo a Bíblia, na narrativa de LUCAS 2:1-7, Jesus nasceu num local muito simples, humilde e até impróprio. Seu berço foi a manjedouraum côcho de pedras, fixo e firme, no qual se dava de comer e beber aos animais. (Conforme LUCAS 13:15 e ISAÍAS 1:3).

#5) O anjo do Senhor não apareceu aos magos.
O anjo do Senhor apareceu aos pastores que apascentavam suas ovelhas na mesma região em que Jesus nasceu. (Conforme LUCAS 2:8-20).

#6) Todos os animais da região adoraram Jesus.
A Bíblia informa que na noite em que Jesus nasceu Ele recebeu a visita dos pastores da região (LUCAS 2:16-20). E também recebeu a visita dos reis magos quando já estava em uma casa (MATEUS 2:11).

#7) Papai Noel é “o bom velhinho” que faz a alegria da garotada. Natal é a festa “das compras e trocas de presentes”.
É preciso lembrar que o Papai Noel ofusca o verdadeiro sentido do Natal. Juntamente com toda sua cultura pagã em que se acredita que ele more no Polo Norte e vem visitar as crianças boazinhas, que se comportaram bem durante o ano trazendo-lhe presentes.
Juntamente a esta cultura, soma-se hoje o consumismo desenfreado nesta época do ano em que as pessoas são levadas a comprar mais e mais, frustrando aqueles que nem sequer tem condições de ter uma boa refeição neste dia.

O cristão comprometido com a Palavra de Deus deve ensinar desde cedo aos seus pequeninos que Papai Noel não existe, é ilusão, explicando-lhes o verdadeiro sentido do Natal – que é a comemoração em que se celebra a vinda do Cristo – Nosso Salvador, para morrer na cruz do calvário e pagar o preço dos nossos pecados.

A compra e troca de presentes nesta época do ano não tem uma relação direta com o Natal. É costume e tradição adotados de povos antigos, ainda antes do nascimento de Jesus Cristo.

“e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.”
JOÃO 8:32

Que a palavra da verdade te liberte das “amarras” da prisão e você seja salvo e remido pelo sangue de Cristo!

E que neste Natal você e toda sua família celebre a  vinda de Jesus Cristo - nosso Salvador!

A paz do Senhor.

Missionária: Kátia Tribiolli
Fonte(s):
LIVRETO: O Natal e sua celebração - história e simbologia
Salvador Moisés da Fonsêca
3ª edição – 2001
Edição e Distribuição – CEIBEL
Patrocínio - MG

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE!
Sua opinião é muito importante para o blog!
Deixe aqui sua opinião, sua crítica ou seu entendimento sobre o artigo.
ATENÇÃO! Nem todos os comentários serão aprovados!
Para maiores esclarecimentos sobre aprovação dos comentários acesse a página: SOBRE e leia nossa Política de Comentários.

Get Sharing Tolls