20 de janeiro de 2013

É biblicamente correto batizar crianças?


HERNANDES DIAS LOPES, PAUL WASHER E O BATISMO INFANTIL

Os presbiterianos apaixonados por Paul Washer 'devem' engolir o que ele disse sobre o batismo infantil. Que este foi o“Bezerro de ouro da Reforma”. Note, Paul Washer DISSE ALGO mas escreveu OUTRA COISA. Veja nesta postagem AQUI, especialmente as notas.

Observe bem, Washer não apenas discordou do batismo infantil, ele fez uma classificação (demoníaca? idólatra? sei lá...) muito séria do pedobatismo.

Gostaria de ficar com Hernandes Dias Lopes, onde explica, como sempre biblicamente, o batismo infantil:

“As crianças fazem parte da família de Deus. Deus firmou conosco uma aliança eterna, prometendo ser o nosso Deus e o Deus dos nossos filhos (Gn 17.1-10). O selo espiritual dessa aliança foi a circuncisão (Rm 4.16-18; Gl 3.8,9,14,16). A circuncisão era o rito de entrada no pacto. A criança era circuncidada ao oitavo dia e a partir daí participavam dos benefícios do pacto (Gn 17.10; Is 54.10,13; Jr 31.34). O pacto feito com Abraão, o pai da fé, não foi ab-rogado (Is 59.20,21; At 2.37-39). A promessa está vigente na nova dispensação (Rm 4.13-18 e Gl 3.13-18). Na nova dispensação os infantes não foram excluídos. O Novo Testamento confirma que as crianças de pais crentes era membros da igreja (Mt 19.14; Jo 21.15; At 2.39; I Co 7.14). Temos forte evidência de que os apóstolos batizaram crianças (At 10.48; 11.14; 16.15; 16.33; 18.8; I Co 1.16; I Co 7.14). Outrossim, os principais pais da igreja, como Justino, o mártir, Irineu, Orígenes, Agostinho e Tertuliano fizeram menção dessa prática apostólica. Os teólogos reformados e as principais confissões de fé da igreja reformada também defenderam a prática do batismo infantil, como a Confissão belga, O Catecismo de Heidelberg, os Cânones de Dort e a Confissão de Fé e os Catecismos de Westminster.

Aqueles que se opõem ao batismo infantil, levantam algumas objeções:

1. As crianças não podem exercer uma fé pessoal em Cristo como seu salvador e por isso não devem ser batizadas (Mc 16.16). Esse texto não está endereçado às crianças. Porque a dedução lógica, então, seria que a criança por não crer está condenada, enquanto o próprio Jesus disse que das tais é o Reino dos céus. O apóstolo Paulo disse também: quem não quer trabalhar, também não coma. Poderíamos nós aplicar esse texto a uma criança?

2. O batismo das crianças inconscientes é uma violação da sua liberdade de escolha pessoal. Não foi essa a visão de Josué quando disse: “Eu a minha casa serviremos ao Senhor” (Js 24.15). Nos pactos de Deus com o seu povo, os pais sempre foram legítimos representantes dos seus filhos (Gn 9.8,9; 17.7). Os pais escolhem vestuário, alimentação, escola. Não teria que decidir sobre a quem a criança deve adorar? O argumento teria que ser usado também para o caso da criança que era circuncidada ao oitavo dia.

3. Não há no NT nenhum mandamento expresso para se batizar criança. Não há necessidade, pois que não há nenhum que o proíbe. Então, o princípio não foi ab-rogado. Já que o batismo substituiu a circuncisão, o batismo infantil está absolutamente legitimado no NT.


4. O batismo não pode ser substituto da circuncisão, por que esta era só aplicada aos do sexo masculino. As mulheres no velho pacto era representadas pelos pais e pelos maridos. Entretanto, no NT Cristo conferiu novos direitos à mulher (Gl 3.28).

5. A circuncisão era apenas um distintivo de nacionalidade entre os judeus, sem significação religiosa. Esse não é o ensinamento das Escrituras como podemos testificar em Rm 4.10,11; Dt 10.16; 30.6.

6. Se o batismo é o sinal da recepção da criança na igreja, assim como os adultos, porque eles então não participam da Ceia? No rebanho há cordeirinhos e ovelhas. O adulto senta-se à mesa e come feijoada, a criança leite. Nem por isso, a criança deixa de ser membro da família. Uma criança não pode votar, nem por isso deixa de ser cidadã.

7. Quando se batiza uma criança não se pode ter certeza da sua regeneração, ela pode se desviar. O mesmo pode acontecer com os adultos. Batizamos pela ordenança do pacto (Pv 22.6).

8. Por que então, Jesus não foi batizado na infância e por que ele não batizou as crianças que vieram a ele? Primeiro, porque Jesus foi circuncidado ao oitavo dia (ato semelhante ao batismo infantil). Segundo, porque o batismo cristão ainda não havia sido instituído. Portanto, estava em vigência a circuncisão. O batismo cristão foi instituído depois da ressurreição de Cristo (Mt 28.19).

A prática do batismo infantil não é uma inovação católica, como querem os antipedobatistas, mas um ensino profundamente arraigado nas Escrituras do Velho e Novo Testamento.


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

"Respondeu-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós 
seja batizado em nome de Jesus Cristo para 
remissão dos vossos pecados, e recebereis o dom 
do Espírito Santo. Pois para vós outros é a promessa, 
para vossos filhos e para todos os que ainda estão longe, 
isto é, para quantos o Senhor, nosso Deus, chamar."
ATOS 2:38-39

O próprio Jesus nos disse que "das crianças são o Reino dos Céus". Como, pois, elas ficariam fora da promessa dos pais?

Muita paz e alegria no Senhor!

Missionária KÁTIA TRIBIOLLI
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Texto copiado do site: MINISTÉRIO CRISTÃO APOLOGÉTICO
LINK: http://mcapologetico.blogspot.com.br/2012/12/hernandes-dias-lopes-paul-washer-e-o.html

6 comentários:

  1. Irmã fiquei pasmado quando fiquei sabendo quando Pr .Washer disse isso.
    E álias fiquei sabendo isso ontem, pelo Ev.Vanderson!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é irmão. Ele fala uma coisa mas escreveu outra. É preciso ler, ouvir e ver atentamente os textos sobre o assunto antes de se levantar opiniões precipitadas.

      Eu pessoalmente acho correto o batismo infantil e entendo perfeitamente a explicação do Hernandes Dias Lopes - aliás um grande homem cristão!

      (Vi e li tudo correspondente para opinar): Porém não posso deixar de concordar com Paul Washer quando diz que "de nada adianta o batismo se não houver regeneração pessoal" - que seria na verdade um verdadeiro encontro com Cristo a ponto de a pessoa tornar-se nova criatura, deixando de viver intensamente sua vida de pecado, e buscando ser fiel e obediente a Deus.

      Deve-se batizar crianças SIM. Mas isto não é garantia de que ela é salva! (Acho que foi este o ponto central que Paul Washer defendeu. Somente digo que ele EXAGEROU de certa forma em seus termos usados - o que VERDADEIRAMENTE ofende um cristão praticante, fiel e obediente às escrituras).

      Abraços!

      Muita paz e alegria no Senhor!

      Excluir
  2. Obrigada por compartilhar conosco sua sabedoria.Fiquei super satisfeita com tudo que li,tudo o que realmente está nas escrituras...E é uma pena, que ainda existem igrejas que ficam jogando pedras nas que praticam este ato.
    Graça e Paz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. @Unknown Obrigada por suas palavras!
      Fico muito feliz e satisfeita em saber que você pode compreender melhor o assunto. E fique a vontade para voltar, participar e comentar.

      Muita paz, alegria e ricas bençãos do Senhor!

      Excluir
  3. Obrigada por compartilhar conosco sua sabedoria.Fiquei super satisfeita com tudo que li,tudo o que realmente está nas escrituras...E é uma pena, que ainda existem igrejas que ficam jogando pedras nas que praticam este ato.
    Graça e Paz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. @Synara Soares Obrigada por suas palavras!
      Fico muito feliz e satisfeita em saber que você pode compreender melhor o assunto. E fique a vontade para voltar, participar e comentar.

      Muita paz, alegria e ricas bençãos do Senhor!

      Excluir

COMENTE!
Sua opinião é muito importante para o blog!
Deixe aqui sua opinião, sua crítica ou seu entendimento sobre o artigo.
ATENÇÃO! Nem todos os comentários serão aprovados!
Para maiores esclarecimentos sobre aprovação dos comentários acesse a página: SOBRE e leia nossa Política de Comentários.

Get Sharing Tolls