2 de julho de 2013

O PAI NOSSO é realmente uma oração?

PAI NOSSO - Um MODELO de oração!



É bem verdade que a maioria dos cristãos pensam e afirmam que o "PAI NOSSO" é uma oração que deve ser repetida, o que faz, na verdade que ela se transforme em uma reza...

Mas afinal, o PAI NOSSO é uma oração?

Em 1º lugar, verifique na sua Bíblia - MATEUS 6:9-15. Provavelmente o título será "A oração dominical" ou algo parecido. 


Dominical vem de Domini - que em latim significa SENHOR. Daí porque toda a história da humanidade é divida em antes e depois de Cristo. A abreviação usada no latim é A.D. que significa - Anno Domini - ou seja: Ano do Senhor, equivalente a que nós usamos: d.C. (depois de Cristo). Então parece que o "PAI NOSSO" não é exatamente uma oração... PORQUÊ???

Em 2º lugar, verificamos que a expressão "A oração dominical" não é tão adequada, porque traduzida literalmente significa "A oração do Senhor". Mas será que o SENHOR JESUS fez realmente esta oração? O "Pai Nosso" é uma oração?

Em 3º lugar, JESUS JAMAIS proferiu a chamada oração do PAI NOSSO! Porquê? Ora, verifique nela mesma: "e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores" - MATEUS 6:12. E a pergunta que não quer calar, é: JESUS acaso tinha algum pecado para precisar PEDIR PERDÃO? Portanto a única resposta adequada é um sonoro "NÃO". Então, JESUS NUNCA "orou" o "PAI NOSSO" e nem ensinou que o repetíssemos variadas vezes como forma de alcançar os ouvidos do Pai.

Em 4º lugar - se JESUS não orou o "PAI NOSSO" e nem nos ensinou a repeti-la (o que a faz tornar-se uma reza), significa que o "PAI NOSSO" não é uma oração, mas sim é um MODELO DE ORAÇÃO!

Verificamos que JESUS estava no final do "Sermão do Monte" e estava explicando aos discípulos como deveriam orar, já que eles pediram a Ele para os ensinarem a orar. Nos versículos anteriores (do versículo 5 ao 8) JESUS explica e ensina-nos: a não orar como os hipócritas que gostam de se aparecer, orar dentro do quarto onde só nosso Deus vê e não usar de vãs repetições  - LEIA!!!

A resposta de JESUS foi: "Portanto, vós orareis assim:" (v. 9). Esta  palavra: "assim" - significa: desta forma, desta maneira. 

Vamos conhecer o MODELO DE ORAÇÃO 
que JESUS nos ensinou?

1ª PARTE: LOUVOR - "Pai nosso, que estás no céus" (v. 9) - significa que precisamos nos lembrar de Deus como nosso Pai, alguém de quem dependemos e devemos tudo o que temos e que somos. "Que estás no céus" - é para que saibamos lembrar que Ele é o Criador de tudo o que há - que toda honra, glória e poder é Dele. Este versículo indica que nossa oração deve começar com LOUVOR a DEUS.

2ª PARTE: ADORAÇÃO - "santificado seja o teu nome; venha o teu reino; faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu;" (v. 9-10) - É para lembrarmos sempre que Deus é Santíssimo e precisamos buscar a santidade em nossa vida no dia a dia. "venha o teu reino" (v. 10) - significa que precisamos viver o Reino de Deus já aqui na terra e não somente esperar por ele no céu. "Faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu." (v. 10) - Indica que devemos esperar o julgamento de Deus e viver conforme a vontade dele, enquanto a esperamos. Outra parte da oração então, deve ser a ADORAÇÃO!

3ª PARTE: GRATIDÃO - "o pão nosso de cada dia dá-nos hoje;" (v. 11) - é para lembrarmos que Deus nos sustenta em tudo e que nunca nos falta nada. Portanto é importante saber demonstrar a nossa gratidão a Deus, por tudo o que Ele nos oferece e nos dá. Portanto, toda oração a Deus deve ter também um momento de GRATIDÃO.

4ª PARTE: CONTRIÇÃO - "e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores;" (v. 12) - Esse versículo é para nos lembrar que somos falhos e pecadores diante de Deus e dos homens. Que devemos nos humilhar perante o Pai continuamente, pedindo-lhe perdão dos nossos pecados diariamente, para que os nossos pecados não nos afaste do Pai. Contrição é saber arrepender-se e pedir perdão, humilhando-se diante de Deus e se comprometendo e se esforçando em não mais cair no mesmo erro. É importante nunca nos esquecer de fazer o nosso momento de Contrição diante do Senhor em nossas orações. 

5ª PARTE: DEDICAÇÃO - "e não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal" - (v. 13). A última parte da chamada "Oração do Pai Nosso" - indica que devemos nos dedicar a viver uma vida santa. Evitando de cair no erro e no pecado, de fazer aquilo que sabemos que desagrada ao nosso Deus. Pedimos também para Deus nos livrar do mal, pois é Ele quem cuida e livra os seus filhos. "[pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém] - (v. 13) - Lembra-nos que toda honra, glória, poder e Majestade pertence ao nosso Deus. A DEDICAÇÃO é uma parte importante da oração, pois é neste momento que nos comprometemos com Deus a viver uma vida piedosa e a fugir do pecado.

Portanto o "PAI NOSSO" não é uma oração! Não é também uma "reza" porque não deve ser feito repetidamente. Mas sim, é um MODELO DE ORAÇÃO a ser seguido.

Entendemos então que a nossa oração deve conter as seguintes partes: LOUVOR, ADORAÇÃO, GRATIDÃO, CONTRIÇÃO e DEDICAÇÃO.

Você pode estar pensando: mas tem que ser nesta exata ordem? Eu, particularmente, entendo que não. Em minhas orações por exemplo, faço (às vezes) a Contrição antes da Adoração. O importante mesmo é que a sua oração possua estes 5 momentos. Também podemos incluir o momento de INTERCESSÃO - que é aquele em que oramos por outras pessoas a Deus.

E, só para terminar: 

Porque não podemos "rezar" o "PAI NOSSO" repetidas vezes?
A Bíblia nos adverte: "E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios; porque presumem que pelo seu muito falar serão ouvidos." - MATEUS 6:7. 

O Pai não se agrada de orações repetitivas (que se transformam em rezas). Elas "tapam" os ouvidos de Deus e sua reza não chega até o altar do Pai. Ele quer orações sinceras e feitas de coração. É por isto que orações prontas (rezas) não agradam a Deus, pois são frias, sem sentimento algum e sem um porquê elas não chegam até o coração de Deus.

Quando num momento "solene", familiar ou fraternal, você quiser repetir o MODELO DE ORAÇÃO ensinado por Jesus, a melhor forma de dizer (e a forma correta) é: 
>>> Vamos RECITAR o "PAI NOSSO"!

"Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto e,
 fechada a porta, orarás a teu Pai, que está em secreto; 
e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará." 
MATEUS 6:6

Que a sua oração seja feita de coração, com suas palavras simples, demonstrando seu jeito de ser e buscando agradar ao Pai Santo que te sustenta.

Fale com Deus como com um amigo íntimo e Ele ouvirá as aflições do teu coração!

Muita paz e alegria no Senhor! 

Missionária: KÁTIA TRIBIOLLI
estudante de Teologia

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
FONTE(S): BÍBLIA Sagrada. Traduzida em Português por João Ferreira de Almeida. Revista e Atualizada no Brasil. 2 ed. Barueri - SP: Sociedade Bíblica do Brail, 1993. 1248p.

2 comentários:

  1. O pai nosso é uma oração de filho....segundo você pode orar melhor que Jesus?
    Será que Jesus ensinava uma oração que o pai não fosse ouvir ou ensinará algo que não era pra que fizéssemos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado visitante Renan, se o senhor leu bem o texto, deve ter percebido que a famosa "oração do Pai Nosso" não é exatamente uma oração, mas sim um EXEMPLO de oração, um MODELO!!!

      Com todo o respeito... você acredita mesmo que Jesus FEZ a "oração do Pai Nosso"??? Como Ele poderia fazê-la se Ele é Santo e sem pecado? "e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores;" (v. 12)

      Jesus nos disse: "Portanto, vós orareis assim:" (v. 9). Esta palavra: "assim" - significa: desta forma, desta maneira. Ele não disse: ORE EXATAMENTE ASSIM... REPITA EXATAMENTE ESTAS PALAVRAS SE QUISER SER OUVIDO PELO PAI... REPITA VÁRIAS VEZES ESTAS PALAVRAS QUE VOU LHES DIZER...

      E, respondendo sua pergunta... eu não disse que EU POSSO ou nós podemos orar melhor do que Jesus. Ele é o Filho Santo e o Mestre dos Mestres!!!

      Como afirmei, expliquei e exemplifiquei, Jesus não ensinou uma ORAÇÃO PARA SER REPETIDA, mas nos ensinou um EXEMPLO DE ORAÇÃO, o que significa que não precisamos usar EXATAMENTE as mesmas palavras proferidas e citadas por Ele, mas que devemos fazer nossas orações segundo o modelo e os princípios mencionados.

      Espero ter respondido bem sua dúvida!

      Fique a vontade e volte sempre!

      Muita paz, alegria e ricas bençãos do Senhor!

      Excluir

COMENTE!
Sua opinião é muito importante para o blog!
Deixe aqui sua opinião, sua crítica ou seu entendimento sobre o artigo.
ATENÇÃO! Nem todos os comentários serão aprovados!
Para maiores esclarecimentos sobre aprovação dos comentários acesse a página: SOBRE e leia nossa Política de Comentários.

Get Sharing Tolls