28 de julho de 2013

Triste notícia de: Oscar Schmidt e PARA BENTO XVI

OSCAR SCHMIDT AJOELHA-SE AOS PÉS DO PAPA
Alceu Figueiredo



Cristãos de várias confissões ficaram entristecidos quando viram pela televisão, o grande atleta e campeão; o ex-jogador da seleção brasileira de basquete, Oscar Schmidt, ajoelhar-se diante do papa de Roma. No encontro, tirou o chapéu que usava e ficou de joelhos e, aos pés do pontífice, recebeu uma bênção especial, com direito a gesto de arremesso e bom humor do papa.  




Em seguida, muito emocionado, o ex-atleta disse: “Se não curar agora não vai curar nunca mais. A maior bênção que você pode ter é a bênção do Papa", disse, chorando. 



Até entendemos o nosso campeão, pois se acha em tratamento de um câncer agressivo e, portanto, vulnerável às emoções; também é direito seu adorar como, e quem quiser. Provavelmente não deve ter lido a Bíblia como regra de fé. Aliás, não vi o próprio papa portar uma Bíblia ou ler a mesma nenhuma vez; esporadicamente citava alguns textos.



O que questionamos é o “humilde Francisco” não agir como Pedro, o grande apóstolo da circuncisão que, quando enviado a casa do capitão da corte italiana, o gentio Cornélio, e este percebendo que Pedro fora enviado de maneira especial, tocado por Deus numa divina revelação que lhe mostrava os gentios incluídos no plano de salvação; emocionado, humildemente se ajoelhou diante do apóstolo.



Mas o apóstolo Pedro, cheio do Espírito Santo, disse: “Levante-se! Eu não sou um deus! (Bíblia Viva)”; ou, na tradução católica (Edições Paulinas): “Levanta-te, que eu também sou homem”; ou, na tradução italiana de Giovanni Diodati: “Levati, io ancora son uomo” (Atos 10:26). Qualquer pessoa de mente ainda não cauterizada, que consegue raciocinar por si mesma, sabe que o ato de ajoelhar-se é um ato de adoração; e Jesus disse: “É somente ao Senhor teu Deus que tens de adorar” (Mt 4:10).



Tanto é um ato de adoração, que nem mesmo um anjo de Deus que trazia profundas revelações sobre as últimas coisas, aceitou o ajoelhar-se diante dele. João, na ilha de Patmos, sob forte emoção das visões, ajoelhou-se diante do anjo que lhe falava, mas este disse: “Não faças isso! Eu sou um servo, como tu e teus irmãos, possuidores do testemunho de Jesus. Adora a Deus” - (Bíblia católica, Editora Ave Maria - Apocalipse 19:10; 22:9).



Esse costume condenável de ajoelhar-se diante do papa, como se fosse Deus, teve início no ano 709, e foi uma copia dos imperadores pagãos. Relatos mais antigos mostram que ajoelhar e “beijar” objetos sagrados, como paredes de templos vem de Khajuraho, da Índia, e remota ao ano 2500 a.C.



Diz-se que na Suméria, antiga Mesopotâmia, as pessoas costumavam enviar beijos aos deuses, costume comum entre gregos e romanos também; mas foram os romanos que difundiram a prática, e os imperadores permitiam que os nobres mais influentes beijassem os seus lábios, e os menos importantes às mãos. Os escravos podiam beijar apenas os pés.



Havia ainda três tipos de beijos: O basium, entre conhecidos; o osculum, entre amigos; e o suavium, o beijo dos amantes; foi em razão disso que o apóstolo recomendou aos novos convertidos que saudavam com o “osculum”, que este “ósculo”, agora, deveria ser santo” (Rm 16:16).



É calar ou falar; agradar aos homens ou a Deus. A caridade nos manda falar, com bondade e mansidão. Maria, a escrava [serva] do Senhor [no Magnificat, Lc 1:46-55]; nos forneceu o exemplo de que ao escravo não compete escolher, mas obedecer.



Fonte: Linha do tempo Facebook, postagem cujo título é Um Pouco de Luz (28/07/13).
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

É muito triste ver essa atitude de um homem, diante de outro HOMEM!!! O PAPA pode até ser um líder católico, mas não deixou de ser HOMEM!!!

A Bíblia afirma que só devemos adorar e prestar culto a Deus! O ato de Oscar Schmidt se prostrar diante do PAPA revela, antes de tudo, DESCONHECIMENTO das Sagradas Escrituras, e creio eu, é o ato de um homem desesperado...

Observe as palavras: Se não curar agora não vai curar nunca mais. A maior bênção que você pode ter é a bênção do Papa". ORA existe bênção maior SIM! E esta bênção vem diretamente das mãos do próprio Deus para CURAR!

DEUS pode curar! É o PODER dele que cura!!! E mais: Deus cura quando bem lhe aprouver... Não será quando um simples mortal dizer... "agora ou nunca mais".

Saibamos ser mais humildes, meus irmãos e minhas irmãs! Tudo o que precisar, coloque nas mãos de Deus e confie que Ele fará o melhor por ti e na hora certa!!!


"Então, Jesus lhe ordenou: Retira-te, Satanás,
 porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás, 
e só a ele darás culto." 
MATEUS 4:10

Adoração é um ato que prestamos somente a Deus! Nenhum ser humano é digno de ser adorado! Curve-se somente diante de DEUS!!!

E... quanto a atitude do PAPA, de aceitar adoração para si, é melhor deixar DEUS - o JUSTÍSSIMO JUIZ julgar este ato tão ANTI-BÍBLICO!!!


Muita paz e alegria no Senhor!


Missionária KÁTIA TRIBIOLLI
estudante de Teologia
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Notícia copiada do blog: BELVEDERE - Eliseu Antonio Gomes 
LINK: <http://belverede.blogspot.com.br/2013/07/oscar-schmidt-ajoelha-se-aos-pes-do-papa.html> em 29/07/2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE!
Sua opinião é muito importante para o blog!
Deixe aqui sua opinião, sua crítica ou seu entendimento sobre o artigo.
ATENÇÃO! Nem todos os comentários serão aprovados!
Para maiores esclarecimentos sobre aprovação dos comentários acesse a página: SOBRE e leia nossa Política de Comentários.

Get Sharing Tolls