5 de junho de 2016

Padre X Augusto Nicodemos

PADRE PAULO RICARDO E AUGUSTUS NICODEMOS 


A Bíblia foi escrita por católicos? E para católicos?

A Igreja Católica foi quem escreveu a Bíblia?

Somente os católicos tem direito à Bíblia?

Quem escreveu a Bíblia?

Para quem?


Saiba a resposta correta para essas perguntas...


Nos últimos dias esta imagem estava circulando a internet, especialmente no facebook. 
E digo eu, na minha humilde opinião que NÃO GOSTEI E NÃO APROVEI NENHUM DOS COMENTÁRIOS. 

Vou fazer uma análise da "fala" de ambos: Padre Paulo Ricardo e Rev. Augustus Nicodemos Lopes.


Quando ao Padre Paulo Ricardo:

1. Ele fez seminário, portanto, acredita-se que ele estudou história e especialmente HISTÓRIA DA IGREJA para não vir falar esse absurdo.

Todo e qualquer CRENTE FIEL E VERDADEIRO, sabe que a Bíblia foi escrita por homens de Deus e que isso aconteceu muito antes da formação da Igreja Católica como Instituição. Estude a história da igreja e saberá que a Igreja CATÓLICA só se transformou em instituição religiosa em 323 d.C. no Concílio de Nicéia, isso porque o imperador CONSTANTINO "se converteu" ao cristianismo e quis se aproveitar disso politicamente. (É feio, mas é verdade). Neste Concílio de Nicéia I é que foi usado pela primeira vez o termo CATÓLICO que na verdade quer dizer: UNIVERSAL. Então quando diziam ser IGREJA CATÓLICA, queriam dizer: IGREJA UNIVERSAL.



2. A Bíblia não foi escrita nem pela Igreja Católica e nem por outra igreja ou denominação. 


Acho que nem preciso explicar que: a Bíblia foi escrita por DEUS. O SENHOR DEUS é que é autor da Bíblia. Ele apenas fez uso de pessoas para escrevê-la. Ex. Moisés, o Rei Davi, Samuel viveram bem antes da instituição de qualquer igreja. E creio e quero crer que todo crente fiel sabe e entende isso.


3. As palavras do Padre Paulo Ricardo só leva a crer que ele deveria ter a intenção de querer dizer que a Igreja Católica é a única correta e que salva. ERRADO. NÃO É PLACA DE IGREJA QUE SALVA. É JESUS! Não importa sua denominação, se você não aceitar JESUS como seu único SENHOR E SALVADOR você não está salvo. "Igrejas" que dizem que SÓ NELAS HÁ SALVAÇÃO É MARCA DE SEITA. NÃO É IGREJA.


Quanto ao Rev. Augustus Nicodemus:

(Sei que ele é grande teólogo e pastor, muito respeitado pelos evangélicos e protestantes em geral), mas:

1. Creio que ele foi muito infeliz em suas palavras.
Sim, é claro que TODOS SABEMOS (ou deveriam saber) que foram os judeus que escreveram o Antigo Testamento. Moisés e Davi citados eram judeus, também chamados ISRAELITAS, faziam parte do povo de Deus, o povo escolhido por Deus para serví-LO). Portanto até aí está correto. Mas ele foi infeliz:
     
     A) Infeliz em zombar falando em tom de pergunta se Moisés ou Davi eram católicos, no sentido da Igreja Católica Apostólica Romana. Bem, é claro que naquela época quem servia a Deus era chamado de Povo de Deus, portanto não existia nenhuma denominação religiosa formada. Mas não vejo sentido em atacar os católicos usando esses termos e zombando.

   B) Mais infeliz foi ainda quando disse “Até imagino Moisés e Davi rezando o terço rsrsrsrsrs” Bem. Não tinha necessidade nenhuma disso. Puro sarcasmo. É claro que eles não “rezavam”, considerando que o terço, também chamado de ROSÁRIO só foi inventado no ano 1090 d.C. (depois de Cristo). Infelizmente, e MUITO INFELIZMENTE é por causa de falas assim de muitos crentes evangélicos protestantes que muitos católicos tomam BIRRA de evangélicos e depois não querem nem ver um, menos ainda ouvir o Evangelho.

     C) Sim, o novo testamento foi escrito pela igreja primitiva e não pela Igreja Católica. (Na própria Bíblia você encontra “igreja primitiva” e como eu já citei, a Igreja Católica só veio a existir como instituição religiosa no ano 313 d.C. com o Imperador Constantino.


CONCLUSÃO:

Eu só diria que os dois foram muito infelizes. O padre por dizer uma mentira como se fosse verdade (infelizmente se torna verdade na mente daqueles que não tem a mínima base bíblica e histórica, pois então acreditam); e o pastor Rev. Augustus Nicodemos também foi infeliz, porque em suas palavras faltou o AMOR. 

Não há pregação sem o AMOR. Sem amor pelo próximo você não prega, não fala de Jesus. Foi infeliz por zombar da fé alheia, e da forma como eles demonstram a fé. Deveria ter aproveitado para dar uma aula de história da igreja, explicar como a Bíblia foi escrita... 

Eu não sou nada nem ninguém para ensinar o Rev. Augustus Nicodemus, mas em minha humilde opinião e minhas convicções, digo que ME ENVERGONHO DAS PALAVRAS DELE. Cristão de verdade não ataca e nem ofende, mas ensina, fala e prega a verdade com AMOR. Quando a gente ensina o CERTO não precisamos apontar os erros e muito menos zombar da fé do outro.

Ensine e pregue o Evangelho com AMOR!


"Novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; 
assim como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros. 
Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos: 
se tiverdes amor uns aos outros." 
JOÃO 13:34-35


A marca da igreja de Cristo é o AMOR
Sem o amor não se alcança almas para Cristo.


Muita paz, alegria e ricas bençãos no Senhor!
Missionária KÁTIA TRIBIOLLI
Evangelista KÁTIA TRIBIOLLI CORRÊA
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

2 comentários:

  1. Cara Missionária Kátia,
    Se tivermos que engolir todas as besteiras que pessoas como aquele padre diz, ainda estaríamos rezando o terço até hoje e comprando a entrada no céu, pois não teria ocorrido a reforma protestante!Não sentamos a mesa com escarnecedores ou com qualquer um que deturpe a palava de Deus! Deus é amos mas também é justíça e sim a bíblia nos admoesta a julgar os falsos profetas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. @Raul Vargas eu não disse hora nenhuma que é para engolir as besteiras que as pessoas dizem, sejam leigas ou um padre, ou até mesmo o papa (considerando o universo da Igreja Católica). O que eu disse é que devemos pregar e ensinar com amor. Acredito que se o Rev. Augustus Nicodemos ao invés de "dizer" estas palavras, tivesse aproveitado para ensinar a história da igreja por exemplo, teria aproveitado a oportunidade para conquistar católicos pelo zelo da sã doutrina e ensino correto das Escrituras. Analise como um católico analisaria, eu sei bem, porque já fui. Um católico recebendo essas "pedradas" aí se enrijeceria e taparia os ouvidos para a mais sublime pregação do Evangelho, simplesmente por ouvir estas palavras mal colocadas e jogadas ao vento. Palavras de zombaria e escarnio da fé alheia, por mais errada que ela seja, não conquista ninguém para o Evangelho, ao contrário, afasta. Preguemos o Evangelho com amor, ensinemos a história da igreja e estas coisas não precisarão acontecer.

      Muita paz, alegria e ricas bençãos do Senhor!

      Excluir

COMENTE!
Sua opinião é muito importante para o blog!
Deixe aqui sua opinião, sua crítica ou seu entendimento sobre o artigo.
ATENÇÃO! Nem todos os comentários serão aprovados!
Para maiores esclarecimentos sobre aprovação dos comentários acesse a página: SOBRE e leia nossa Política de Comentários.

Get Sharing Tolls